o amor não é uma dor

Ele tinha preparado tudo. Comprara um pano xadrez como mandava a tradição dos piqueniques e trouxera toda a comida. O parque estava um pouco mudado mas ainda tinha toda a magia, principalmente nessa época do ano. Enquanto esperava sentado num banquinho de madeira lembrava de momentos engraçados que vivera com ela, como no dia que a apresentou à sua família, ou o dia que apareceu de surpresa na casa dela para levá-la a um passeio na praça. Ela, com certeza, tinha sido a melhor coisa que lhe acontecera nesses tempos.
E foi no meio dessas lembranças que ela chegou. Estava linda, como sempre, mas hoje parecia ainda mais radiante, com um sorriso enorme e os olhos brilhando, fixados nele, que esperou que ela sentasse para abraçá-la carinhosamente e mexer em seus cabelos, dizendo:
“Quarenta e cinco anos depois você continua maravilhosa.”

Love is all you need…