patriotários

Patriotários são aqueles idiotas que torcem pela seleção e se matam por causa dela, objetivando nada mais nada menos que nada, enquanto os jogadores estão lá ganhando dinheiro pra correr num campo verde OU SEJA.

Todo mundo no clima da copa, tendo que aturar aquelas entrevistas nada a ver com o irmão do primo do tio do goleiro que defendeu o pênalti de número 445 do Pelé na copa da Suíça. Então, nada mais digno que falar dos hinos dos países que vão pra esse campeonatinho. SE LIGUEM AÍ SEUS MALUCO:

O primeiro hino é o do Brasil, claro, porque esse eu não preciso procurar no Google.
Quem souber o hino todo é um(a) lindo(a), porque mais da metade do país nao sabe (e daí que eu acabei de inventar esse dado não é mesmo?) COMPLETEM AÍ: Ouviram do Ipiranga às margens
a)plácidas
b)flácidas
c)clássicas
d)do rio
e)não sei tenho raiva de quem sabe
CLARO QUE TODO MUNDO SABE QUE É FLÁCIDAS plácidas, né ?
Nosso hino foi feito por um cara chamado Joaquim Osório que bebeu umas muitas e trocou a posição de tudo nas frases, e tudo estranho ficou ao escrito por ele ser. É um hino muito bonito, minha parte preferida é aquela que diz “Fulguras, ó Brasil florão da América” porque não faz sentido nenhum pra mim mas é bonito né.

O hino da Espanha é muito bom porque NÃO TEM LETRA, VAMOS RIR.
Como que um país é tão tosco que nem faz uma letra pro hino gente, pelo amor, põe uma coisa que representa a Espanha aí, um RBD, Maná, Como que sierá etc. Aqui num site muito interessante que fizeram um concurso pra escolher a letra nas Olimpíadas, mas não é oficial, ou seja, as criancinhas da escola quando vao cantar o hino ficam só fazendo o barulho dos tambores, IMAGINA SÓ:
Professora: Juanito, cante lo hino de España
Juanito: Tum, tum, pá, tuntz, pá pá, pu, peen, pin, gli gli, peem, ueen, uee.
Que triste gente.

O hino da Inglaterra é muito chato, observem:
Deus salve nossa bondosa Rainha,
Longa vida à nossa nobre Rainha,
Deus salve a Rainha;
Que a faça vitoriosa,
Feliz e gloriosa,
Que tenha um longo reinado sobre nós
Deus salve a Rainha.

Que otários hein, ficam aí dizendo pra salvar a Rainha, e se tiver uma guerra, seus burros, quem vai salvar vocês? CADÊ SEU DEUS?
Imagina só quando o Charles for o Rei, aí vão ficar cantando, ‘Deus salve a Rainha’ e nunca vão querer salvar ele, HAHAHAHA, coitado, que triste.

Como todos sabem, o hino da África do Sul foi escrito pelo nativo Chico César, e se chama Mama África a minha mãe é mãe solteira, RERE BRIMKS.
Perceba como pobre da África é muito mais esperto que os ingleses ricos:
Deus abençoe a África
Que suas glórias sejam exaltadas
Ouça nossas preçes
Deus nos abençoe, porque somos seus filhos
Deus, cuide de nossa nação
Acabe com nossos conflitos
Nos proteja, e proteja nossa nação
À África do Sul, nação África do Sul
Que mané Rainha. o povão também quer ser protegido, só achei estranho eles cantarem ‘Deus’, imaginei que fosse tipo Oxum, Ugum, Zumbi, esses deuses aí desse tipo.

Pronto, agora voces podem cantar juntos num só coração quando chegar a copa s2s2.

slow club

E aí, estão se divertindo esse domingo?  Hoje eu tenho dica de música. Não, minto. É uma  DICONA de música.


As vozes de Charles e Rebecca parecem ter nascido uma pra outra. Eles formam o Slow Club, uma dupla folk de Sheffield, e estão juntos desde 2006, mas o primeiro álbum só saiu ano passado. As músicas são tão harmônicas e as vozes se completam tão perfeitamente que fiquei dias ouvindo direto. Eles exploram muito a parte da percursão e, claro, do up-tempo.  É, eles lembram o Bob Dylan e aquela coisa acústica do Jack Johnson, mas com duas pessoas.

Por iiisso, se você só gosta de bandas com muita guitarra ou baterias muito maracadas, talvez o Slow Club não te agrade tanto. Mas vai ter que admitir que Charler e Rebecca formam um conjunto vocal e tanto.

Então, ouçam Christimans TV, Thinking Drinking Seeking Feeling, It Doens’t Always Have to be Beautiful e Me and You. São minhas preferidas *–*

“it doesnt always have to be beautiful, unless is beautiful”

travel photographer of the year 2009

Saíram os ganhadores do Travel Photographer of the year 2009, um concurso de fotos cujo o tema é ‘Viagem‘.  Eu vi ano passado e esse ano estou apaixonada pelos vencedores de novo *–* As fotos são muito boas, super bem trabalhadas e editadas, e algumas surpreenderam em perspectiva (Como a do vencedor da categoria Foto ùnica  Homeland, Craig Easton).

Como eu não posso, infelizmente, postar todas as fotos vencedoras e nem todos so Runners up (os segundos colocados), vou por as favoritas, por isso, preparem-se para muitas fotos  (lll)

O primeiríssimo lugar, com a melhor foto do ano, foi Akash de Blangadesh. Ele fez dois portifólios, um com fotos da (des)montagem de navios em algum lugar terminado com ÃO e outro de surfistas de trem. Esse último lhe rendeu o prêmio de fotógrafo do ano, e essa é a foto de destaque:

 

A jovem fotógrafa do ano foi Courtney Krawec de 15 anos, da Austrália. O tema do portifólio era Um Lugar Que Eu Amo (A Place I Love) e ela com quatro fotos mostrou lugares lindos com um luz incrível e ainda com fotos de garotas como ela conseguiu mostrar como se sente nesses lugares.

O vencedor da categoria Pessoas do Mundo foi Martin Edström, da Suécia. E não vou comentar mais porque não gostei dessa categoria é.

O vencedor da categoria Belezas naturais foi Craig Churchill , do Reino Unido, com suas fotos de ursos polares, mas pra mim quem devia ter  o prêmio era Daisy Gilardini da Suíça, por causa do liiiindo trabalho no branco que ela conseguiu. Os dois citados, na ordem:

E por último, porque o wordpress não vai mais aguentar tanta mídia, na categoria Homeland, o vencedor foi o indiano Poras Chaudhary, com a foto Espírito da Índia

Entrem aqui (clica aê) pra ver todas as fotos do consurso =)

seven things

Duas palavras: Eu voltei.

Tenha medo, muito medo.

Brimks galere, eu sou do bem. Mas né, eu vooltei de Londres não tô me achando nem um pouco, magina.  e lá é liindo *-* Mas como isso NÃO  é um blog pra eu contar o meu dia-a-dia, e sim pra eu falar e coisas no mínimo interesssantes, eu vou mostrar pra voces a lista das 10  7 coisas para NÃO, em hipótese NENHUMA fazer em Londres. Lá vai:

1- Nunca, em hipótese nenhuma fale inglês americano com um britânico. Ele vai fingir que não ouviu, que não entendeu, que tá shitting pra você, mas ele não vai responder. Por isso treine logo: àgua é uótchá e não uórá.

2- Nunca, em hipótese nenhuma fique de pé parado do lado esquerdo da escada rolante. Esse espeço é pras pessoas que querem passar correndo, quem quer ficar parado esperando a escada rolante “andar” TEM que ficar do lado direito. Simplesmente TEM.  Stand on the right.

3- Se você está atravessando a rua no último segundo, e o sinal fecha pra você, mesmo estando  no meio do caminho, é melhor correr. Os ingleses NÃO esperam você atravessar o resto da rua pra passar por cima de você. Sério. Então, caso queira sair vivo da rua, é melhor estar do outro lado da rua antes do sinal abrir pros carros.

4- Essa é óbvia, masa vale a pena dizer: Nunca  fale mal da Rainha pra um inglês. Você já sabe o porquê só de ver a letra do hino deles. Não conhece o hino?  Clica aqui e me diz uma única parte desse troço que eles não mencionam a Majestade.

5- Não fale mal de outros costumes alto e em inglês em locais públicos. Londres tem gente de todo tipo, e a chance de você estar cantando a abertura de “Caminho das Índias” de um jeito debochado e um indiano passar e ver são enormes. Então se você quer rir de algo, ria em português.

6- Não adianta procurar por pratos típicos  ingleses. Tudo se resume em batatas. Então nunca procure por um prato soisticado tipico inglês ou algo assim, porque ele não existe. O máximo que você vai achar é Peixe com batata “Fish and Chips” que convenhamos, nem é tão bom.

7- Nunca vá a um salão de beleza em Londres se você não tiver dinheiro. Ou melhor MUITO dinheiro. Uma escova no cabelo, no salão mais simples do centro não sai por menos de 30 libras. Converte aí e você acha quase 120 reais por uma escova de cabelo. E detalhe: O secador de cabelo profissional na Tesco é umas 15 libras.

Eu ia fazer uma lista das 10 coisas, mas Londres tem TANTA coisa pra fazer que eu nem sei dizer o que não se fazer ._. Mas todas essas dicas são baseadas em experiências próprias, acredite.

xx

green grass, grey sky, blue eyes

Eu quero morar em Londres, um dia. Ter meu próprio apartamento com vista pro Tâmisa e ver os barcos todos os dias navegando nele. Quero poder ir na London Eye quando eu bem entender, e antes de ir pto trabalho às oito horas dar uma passada na Starbucks pra tomar um Frapuccino e ficar acordada enquanto eu dirijo o meu carro do lado esquerdo da rua. Eu quero ver as melhores bandas do planeta na Tv, como quem vê o Faustão no domingo, e ir aos shows deles, assim, no fim de semana só pra descontrair.

Eu quero ter acesso às melhores galerias, e museus, e teatros, e obras de arte. Ver filmes independentes ao lado do diretor e dizer: ”Nossa, bem melhor que 007″.Eu quero Londres,  quero muito.

“Quem se cansa de Londres, se cansa da vida”