mi casa su casa

Fala galera, como todos voces sabem (até porque se voce ta lendo meu blog ou é minha mae ou meu pai ou meu amigo, ninguém lê esse negócio) eu fui pra Argentina, e como uma boa brasileira eu nao tava muito empolgada em visitar os hermanos não (brasileiro é muito acolhedor mesmo né, gente). Mas levei um tapa na cara quando cheguei lá, porque a Argentina é muito legal gente!  Então vou contar aqui o que fazer e o que nao fazer nessa rregião intertropical.

amor eterno

1 – Converse com os argentinos. Eles são legais! Aqueles boatos de que os taxistas roubam os brasileiros, as vendedoras viram as costas pra você, é tudo mentira.  Claro que de vez em quando você vai topar com um mal encarado que não vai querer te dizer onde fica a estação de metrô, mas e daí, aqui também tem gente mal educada e nem por isso voces tao fazendo drama né.

2- Não responda algo que não entender dizendo la cucaracha kkkkk serio.

maradona nao viu graça

3- Se conhecer um Alejandro não fique cantando Ale-alejandro toda hora porque ele vai ficar com raiva.

4- Argentinos são muito bonitos.

5- Não comece a discussão ‘quem é melhor, Maradona ou Pelé,??’ entende, porque além de chato, voce estará em território inimigo, entende?

6- Argentinos são muito bonitos, só queria deixar bem claro.

kkkkkkkk mas serio, eles sao bonitos

Enfim, a verdade é que se não fosse pelo futebol, brasileiros e argentinos se amariam loucamente.
Agora que vocês tem essas informações valiosíssimas já podem me idolatrar, brigada.

 

patriotários

Patriotários são aqueles idiotas que torcem pela seleção e se matam por causa dela, objetivando nada mais nada menos que nada, enquanto os jogadores estão lá ganhando dinheiro pra correr num campo verde OU SEJA.

Todo mundo no clima da copa, tendo que aturar aquelas entrevistas nada a ver com o irmão do primo do tio do goleiro que defendeu o pênalti de número 445 do Pelé na copa da Suíça. Então, nada mais digno que falar dos hinos dos países que vão pra esse campeonatinho. SE LIGUEM AÍ SEUS MALUCO:

O primeiro hino é o do Brasil, claro, porque esse eu não preciso procurar no Google.
Quem souber o hino todo é um(a) lindo(a), porque mais da metade do país nao sabe (e daí que eu acabei de inventar esse dado não é mesmo?) COMPLETEM AÍ: Ouviram do Ipiranga às margens
a)plácidas
b)flácidas
c)clássicas
d)do rio
e)não sei tenho raiva de quem sabe
CLARO QUE TODO MUNDO SABE QUE É FLÁCIDAS plácidas, né ?
Nosso hino foi feito por um cara chamado Joaquim Osório que bebeu umas muitas e trocou a posição de tudo nas frases, e tudo estranho ficou ao escrito por ele ser. É um hino muito bonito, minha parte preferida é aquela que diz “Fulguras, ó Brasil florão da América” porque não faz sentido nenhum pra mim mas é bonito né.

O hino da Espanha é muito bom porque NÃO TEM LETRA, VAMOS RIR.
Como que um país é tão tosco que nem faz uma letra pro hino gente, pelo amor, põe uma coisa que representa a Espanha aí, um RBD, Maná, Como que sierá etc. Aqui num site muito interessante que fizeram um concurso pra escolher a letra nas Olimpíadas, mas não é oficial, ou seja, as criancinhas da escola quando vao cantar o hino ficam só fazendo o barulho dos tambores, IMAGINA SÓ:
Professora: Juanito, cante lo hino de España
Juanito: Tum, tum, pá, tuntz, pá pá, pu, peen, pin, gli gli, peem, ueen, uee.
Que triste gente.

O hino da Inglaterra é muito chato, observem:
Deus salve nossa bondosa Rainha,
Longa vida à nossa nobre Rainha,
Deus salve a Rainha;
Que a faça vitoriosa,
Feliz e gloriosa,
Que tenha um longo reinado sobre nós
Deus salve a Rainha.

Que otários hein, ficam aí dizendo pra salvar a Rainha, e se tiver uma guerra, seus burros, quem vai salvar vocês? CADÊ SEU DEUS?
Imagina só quando o Charles for o Rei, aí vão ficar cantando, ‘Deus salve a Rainha’ e nunca vão querer salvar ele, HAHAHAHA, coitado, que triste.

Como todos sabem, o hino da África do Sul foi escrito pelo nativo Chico César, e se chama Mama África a minha mãe é mãe solteira, RERE BRIMKS.
Perceba como pobre da África é muito mais esperto que os ingleses ricos:
Deus abençoe a África
Que suas glórias sejam exaltadas
Ouça nossas preçes
Deus nos abençoe, porque somos seus filhos
Deus, cuide de nossa nação
Acabe com nossos conflitos
Nos proteja, e proteja nossa nação
À África do Sul, nação África do Sul
Que mané Rainha. o povão também quer ser protegido, só achei estranho eles cantarem ‘Deus’, imaginei que fosse tipo Oxum, Ugum, Zumbi, esses deuses aí desse tipo.

Pronto, agora voces podem cantar juntos num só coração quando chegar a copa s2s2.

diversão no domingo.

E aí, humanos, gostaram do tema novo? Eu juro que não fiz essa head no paint, é que o wordpress fode tudo. Mas tudo bem, porque eu achei que ficou tudo lindinho , e espero que voces tenham gostado \o/ E se não tiverem gostado não vou mudar, porque dá muito trabalho, bj.

Entãão, agora que vocês já se divertiram muito com a cara dos seu amiguinhos que foram pegar uma DSTENSA no carnaval, vou ensiná-los a se divertirem com super opções deseducativas que temos no domingo.

Faustenso

A primeira opção do domingo, é ,claro, o Domingão do Faustão! O programa que não tem fim! Sim, porque você liga a tevê na hora que acorda e esse gordo (que está ficando magro) já tá lá, te dando bom dia, com aquele sotaque paulista. Aí começa o futebol, você pensa que acabou,  mas TCHARAM ele volta pra te buscar, socorro.  Aí tem as atrações imperrrdíveis, né: Os ex-bbb futuros anônimos vão mostrar o quanto são gente boa, uns estranhos imitando hilariamente umas bandas, o Balé do Domingão que dança até jingle de sabão em pó, o Dança no gelo, Dança no Circo, Dança dos Famosos, Dança do diabo a quatro. Tem também a garagem do faustão, o Arquivo Confidencial (onde os atores fingem que lembram dos amiguinhos de maternal da escola), o ÉPICO Se vira nos 30 e, claro, as INÉDITAS video cassetadas de 1989, da época em que casamento gravava em VHS e a música tocava na fita, que tinha lado A e B.

Continuar lendo

criando personagens

Brasileiro não perdoa. A imagem do povo brasileiro bonzinho, que gosta de todos os outros, que se respeita e vive em harmonia não é verdadeira em sua totalidade. Tive certeza disso ontem, quando fiquei sabendo da morte do comediante Cláudio Chirinian, mais conhecido pelo seu pesonagem ET, que fazia dupla com Rodolfo (sim, é aquele do microfone subliminar QQ) no Domingo Legal do Gugu. Quando a notícia saiu, surgiram, do nada, dezenas (talvez até centenas) de fãs do ET. Disseram que o personagem fazia parte da história da televisão, que adoravam suas músicas e que ele faria muita falta. Mas que paradoxo! Pois me lembro muito bem que, quando a dupla sumiu da televisão, as mesmas pessoas e a maioria dos telespectadores deram graças aos céus e afirmaram que ele era uma das piores coisas da televisão brasileira. Passou do ridículo ao herói na hora  que morreu.

Mas essa “volatilidade“, por assim dizer, dos brasileiros, é perceptível em outro momentos, muito mais comuns. Um dia desses vi um jogador ser vaiado no campo por perder um gol. No mesmo jogo, ele cobrou um pênalti e saiu como herói. Foi do céu ao inferno em menos de 90 minutos, porque temos essa mania incessante de criar heróis e vilões o tempo todo, todos os lugares, por qualquer motivo. Político: vilão. Gari que sorri na escola de samba: Herói. Ronaldinho gaúcho há alguns anos: Herói. Ronaldinho gaúcho hoje: vilão. Garoto que larga os estudos pra ir ajudar no Haiti: Herói. Ou Vilão. Depende do ponto de vista, da conveniência.

Mais uma vez, afirmo: brasileiro não perdoa. E você, é herói ou vilão?

desgraça relativa.

Tragédia em Angra dos Reis. Acho graça. Não me entendam mal, não acho graça da tragédia em si. Acho engraçado toda essa especulação, toda essa divulgação  . Todos os jornais estão falando, comentando, os jornalistas se mostram chocados e emocionados com toda a destruição.  E isso te faz pensar, quantas outras milhares de tragédias e desabamentos não ocorrem todos os dias nesse país gigantesco, e muitas vezes, são piores do que essa que assola Angra dos Reis , mas mesmo assim não são divulgadas.

Por que elas não são divulgadas?

Porque elas estão longe. Não longe de você , nem longe de mim, mas longe dos grandes centros, longe dos grandes jornais, longe dos mais influentes.  Por exemplo: no Piauí  a barragem de Algodões se rompeu em maio de 2009 e o máximo que se mostrou foram duas ou três reportagens de dois minutos. Mesmo com muitos mortos, e as centenas de desabrigados. Postes caíram nas estradas, a água literalmente passou por cima de todos que entravam no caminho, e os que conseguiam nadar acabavam tocando em fios elétricos caídos no chão e morriam. Isso não é tragédia? Isso não merece ser mostrado exaustivamente no jornal ? Parece que até a desgraça é relativa.

 

rir pra não chorar

Sabe como você percebe que riu pra não chorar? Quando na hora que ri, você automaticamente balança a cabeça de um lado pro outro em sinal de negação. É um riso de desgosto.

Senhores políticos, o que os senhores pensam? Que estão imunes às críticas? Que estão acima da lei de qualquer suspeita? Que o povo que escolheu vocês nessa utópica democracia vá defendê-los até o fim, custe o que custar, aconteça o que acontecer? Não.

De todos os casos de desvio de dinheiro público, mensalões e mensalinhos, lobbys e extorções, esse  atual escândalo que envolve José Roberto Arruda, assusta  ainda mais pelo cinismo exarcebado. Cinismo nas imagens, onde rios de dinheiro vivo são carregados assim, na mão, à vista de qualquer um que entre no gabinete de Durval.  E tudo beira ao cômico, ao ridículo. Uma senhora aparentemente igênua, daquelas que sorriem pra você no elevador, entra na sala e superlota sua bolsinha com centenas de notas de dinheiro. Sabe aquela cena de Meu nome não é Jhonny, onde a velhinha trafica drogas,   e chama de ambrosia? É tipo isso; O evangélico agradece à seu Deus pela bênção o dinheiro sujo, porque sabe como é né, O Senhor é o pastor e nada faltará. Só a vergonha na cara.

 Cinismo também nas explicações: quanto mais o excelentíssimo José Roberto Arruda tenta se defender, mais piora sua situação.  “Oh, eu não peguei aquele dinheiro, a culpa é da câmera que esquentou e esfriou demais“. Depois: “Ah, o dinheiro foi pra comprar panetones pra familias pobres” que bom coração ele tem. É tudo manobra da oposição pra difamá-lo, gente, coitadinho ele não tem culpa. “Queremos expressar nossa indignação pela trama que estamos sendo vítimas, engendrada por adversários políticos“. As vítimas são eles então? Desculpe, mas eu não sou idiota

E muitas vezes me recriminam quando eu digo que se deve cortar o mal pela raiz. Como uma imagem vale mais que mil palavras, aqui vai minha mensagem final: